Malabarizando, o podcast de saúde mental para pessoas da periferia

Fazem 5 anos que eu comecei a cuidar da minha saúde mental. Ansiedade, depressão, burnout, distúrbios que ninguém ensina o povo da periferia a prestar atenção.

A vida do cidadão periférico é absorvida pelas responsabilidades com a casa, trabalho, quando possível, estudos. O pobre vive para conseguir o mínimo e com isso ir se mantendo até o dia de partir dessa terra.

Você pode ouvir esse episódio ou continuar seguindo com o artigo.

Se preferir, tem no YouTube também.

Pode até ser que alguém tentou, mas nós tivemos tantos preconceitos enraizados vindos de quem nos criou, que a maioria das vezes que ouvimos algo como depressão, associamos a classe média. Só a classe média consegue se cuidar.

Minha mãe vivia dizendo: depressão é doença de rico, a gente que é favelado não tem tempo pra pensar na vida pra ficar deprimido. Alguns anos depois, com a morte do meu padrasto e vários problemas acontecendo, ela mesma seria vítima da doença que afeta 59% da população brasileira.

Foi só quando minha mãe teve depressão que eu percebi como isso funciona. O quanto nós estamos em total despreparo para enfrentar doenças psicológicas. Depois seria com a minha ex companheira e depois comigo.

Em 2018, tive pensamentos suicidas. Em 2019 estava tudo pronto para que eu desse fim ao meu problema, mas a terapia me ajudou a continuar vivendo. Terapia é outra coisa que, desde pequeno, ouvia ser algo que somente frente rica teria acesso.

Durante essa minha campanha contra os meus problemas psicológicos, ficou muito claro que eu poderia fazer diferente com as próximas gerações em minha família. Meus sobrinhos e sobrinhas sabem que distúrbios psicológicos não devem ser negligenciados, meus amigos e amigas tem total consciência da importância de se preocupar com a mente e no emprego é isso que eu tento garantir quando penso em segurança do trabalho para as pessoas que lidero.

Foi graças a tudo o que enfrentei que aprendi de verdade a maior lição da vida: malabarizar!

Em tudo na vida, precisamos buscar um equilíbrio. Nos relacionamentos, no trabalho, na família, na diversão. Tudo precisa estar balanceado. Mas o conteúdo que existe sobre esse assunto é elitista e muito focado em condições sociais diferentes das de onde eu vim. Pessoas falando pra acordarmos as 5 da manhã que a nossa vida vai melhorar. Engraçado que eu sempre acordei antes disso pra pegar o busão e mesmo assim a vida continuava a mesma. Percebe o privilégio que alguns tem?

O que eu busco com o Malabarizando, o podcast e o blog, é desmistificar o cuidado com a saúde mental e equilíbrio de vida para as pessoas da minha realidade. Espero que meu trabalho seja útil pra você e que juntos consigamos a paz nescessária para uma vida mais feliz.

Juntos, vamos ouvir pessoas especialistas em psicologia, gente com problemas e que viveram situações parecidas com as nossas e, acima de tudo, buscar alternativas para equilibrar a vida baseado no nosso contexto social.

No busão lotado, trampo longe de casa, rotina doméstica, busca por evolução profissional, estabilidade financeira e muito mais, a única maneira não perder o controle é malabarizar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: